O retorno dos Fantasmas [Julie e os Fantasmas]

by - terça-feira, março 27, 2012

A gente que vive acompanhando tantas séries gringas sempre se pergunta quando é que teríamos uma série bacana, com história, atores, cenário e figurinos brasileiros para acompanhar de perto. Por isso, fiquei super feliz com a notícia da exibição diária dos episódios de Julie e os Fantasmas, que começou ontem e vai até 30 de abril, exibindo desde o primeiro episódio, sempre às 15h20, na Band.
E para comemorar - além das promoções que já estão rolando no twitter e no facebook, por aqui a gente volta com posts semanais inspirados na série, que lá no site da Julie podem ser achados na categoria "no estilo".

Pra começar, já que sempre falamos mais do look das meninas, vamos tirar um pouco o foco dos vocais e levar para o baixo, guitarra e bateria, para falar um pouco do figurino dos Fantasmas.


Se caso de Daniel (a ovelha na guitarra), Félix (a raposa na bateria, minha máscara favorita) e Martim (vaquinha no baixo) o uso das máscaras é por pura necessidade, para não assustarem o público com sua invisibilidade fantasmagórica, a história do rock está cheia de músicos de carne e osso que usam máscaras, maquiagem e figurinos que parecem saídos dos filmes - na maioria das  vezes, de terror. A mais famosa dessas bandas é sem dúvida o Kiss:


No começo do sucesso da banda, havia todo um mistério sobre as identidades dos músicos, que só apareciam em público maquiados, cada um com o seu significado. Gene Simmons e sua língua bizarra seriam "O Demônio", Paul Stanley, o cara com a estrela preta é "The Starchild", Peter Criss é um homem-gato, de bigodes e tudo, e Ace Frehley é o viajante espacial.


Outra banda que passou por aqui a pouco tempo e que usa máscaras é o Slipknot. Cada máscara tem sua história e personalidade, e novas máscaras ou versões especiais foram sendo utilizadas pela banda ao longo dos anos, e podemos ver várias referências a personagens de terror: Corvo, Palhaço, Pinhead.
Os macacões industriais completam a estética de filme de terror.


Falando em filme de terror, lembrei também do Rob Zombie, que além de ter feito parte da extinta banda White Zombie (que também se caracterizava), é conhecido por ser diretor de cinema. Essa foto é dos bastidores do remake de Halloween, que apesar de nem chegar aos pés do original de Jonh Carpenter, tem uma bela direção de arte e máscaras de arrepiar.

Imagens: reprodução. 

You May Also Like

2 Comenta aqui >>

  1. De férias eu consegui ver essa série e adoreiiii!!! Pena que o horário quando eu to na luta do "trabaio" seja incompatível!!!
    Saudades daqui. Também nunca lembro das datas do aniversário do blog, mas já que você lembrou, parabénsssss!!!!
    Beijos
    Tati

    ResponderExcluir
  2. Ai, depois q eu vi vc falando do Julie aqui eu até fui assistir hahaha!
    Achei super bem produzido! Aliás, fiquei sabendo q ta sendo grava do em Campinas... é verdade??

    (Adoro os filmes trash do Rob Zombie.. hahah)

    Beijos!

    ResponderExcluir

E você, me conta ? Este espaço é para trocarmos ideias ! Se tiver alguma dúvida, deixe um e-mail ou link para que eu possa responder, por favor.