Perritos Portenos

by - sexta-feira, março 07, 2014




Ok, fiquei completamente apaixonada por Buenos Aires. E um dos motivos pelos quais não cancelei meu avião de volta e aluguei um apartamento para tentar a vida por lá não foi a crise econômica, e sim o quanto seria complicado levar a Paçoca, nossa cachorrinha gigante, para morar conosco por lá. De avião, nem pensar, de carro até seria possível, mas onde dormiríamos no caminho, que hotel de beira de estrada aceitaria um pastor alemão como hóspede? Fora que nunca teríamos coragem de levar ela longe dos meus sogros.

Desconfio que a Paçoca também se apaixonaria por Buenos Aires, se ela pudesse ver como é bonita a vidinha dos cães porteños, devidamente comportadíssimos, que passeiam na rédea solta, muitas vezes sem a guia, apenas com a coleira. Ninguém muda de calçada quando vê uma pessoa levando um dogue alemão do tamanho de um pônei. Eles podem correr e brincar felizes nas praças - nos locais designados para eles, sem atrapalhar a vida da criançada. O que não significa que eles não interagem felizes e contentes com crianças, às vezes bem pequeninas. Eles também interagem com os cachorros das outras pessoas, fazem amizade - não vi nenhum dono tenso perto de outro dono, mesmo quando um cachorro era grande e outro pequeno. Se um rosnasse para o outro, seus donos os separavam amigavelmente e seguiam seus caminhos separados, sem tensão ou mágoa. A maioria dos donos tem mais de um cachorro, pequenos ou grandes. Na verdade, eu não gosto da palavra "dono", mas vocês entenderam, eu me referia aos humanos de quem os cachorros são donos. Não vi quase nenhum cachorro de rua - o que pode significar que as pessoas não abandonam ou que a carrocinha é muito eficiente, não sei dizer.

Estas fotos são do meu namorado, eu queria ter registrado mais. Vi muitos beagles e border colies, tão simpáticos ! E salsichas desconfiados. Ah, e muitos pugs bonachões. E  pastores alemães. Toda vez que eu via um na rua, morria de saudades da minha. E várias raças que eu nunca tinha visto por aqui, meio Lassie, com pelos compridos. E poodles gigantes. E claro, vira latas simpáticos. Mas posso dizer com certeza uma coisa sobre todos os cachorros que vi por lá: eles tem um vidão de dar inveja.

You May Also Like

3 Comenta aqui >>

  1. Ai que lindos! Eu ainda não conheço Buenos Aires, mas tenho vontade e só ouço falar bem de lá. Acho que me apaixonaria. Tenho uma irmã que morou lá um tempo e sempre diz que é o melhor lugar que já morou.

    Um beijo,
    Re

    ResponderExcluir
  2. Fora que nem sempre são os "donos" com seus cachorros, né? Seu post me fez lembrar que no filme Medianeras tem uma personagem que é 'paseadora de perros'. Acho que é bem porteño isso. No Brasil não me lembro de ter visto uma pessoa levando 5 ou mais cachorros para passear pela cidade... bem interessante esse trabalho, principalmente pros pobres cachorros que ficam fechados em apartamento...
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Te falei que queria um perro né!? Agora paro todos os "donos" de border na rua pra pedir de onde eles vieram!? hahaha

    ResponderExcluir

E você, me conta ? Este espaço é para trocarmos ideias ! Se tiver alguma dúvida, deixe um e-mail ou link para que eu possa responder, por favor.