Eu apóio: Roupa Livre

by - quinta-feira, junho 11, 2015

Uma imagem que sempre me perseguiu é a de uma pilha de roupas infinita que não pára de crescer. Talvez porque eu tenha crescido dividindo quarto com outras duas irmãs, talvez pelas minhas muitas visitas a bazares e brechós, chega uma hora que me pego totalmente angustiada, pensando que já fabricaram roupa demais nesse mundo, suficiente para gerações e gerações. Isso pensando só em roupas prontas, sem nem contar as toneladas de resíduos e retalhos que brotam da indústria textil, por conta do tanto de ajustes que é feito a cada barra de calça jeans que a gente compra (e o documentário Fora do Figurino fala disso entre muitas outras coisas interessantes).



Na tentativa de lidar com isso, comecei a estudar e buscar alternativas para exercer mais responsabilidade quanto ao meu consumo de roupas, e felizmente, vejo que tá mesmo rolando uma tendência nessa direção. Nessa busca, acabei achando um projeto/iniciativa muito bacana, que é o Roupa Livre. 


Encontrei primeiro o grupo no facebook e depois fui acompanhando novas etapas no projeto, que realiza oficinas e parcerias muito legais, como a oficina de re-roupa. Minha ação favorita do projeto é o Mapa da Mina, "um mapa aberto e colaborativo", em que você pode conferir e compartilhar dicas e contatos de costureiras, cursos, brechós, bazares, marcas, coletivos e outras iniciativas de consumo consciente. Por enquanto, ainda tá bem SP Capital, eu mesma ainda não parei para compartilhar por lá meus contatinhos de interior SP (Campinas e São Carlos, alorr), então quanto mais gente ficar sabendo, melhor fica o mapa!


Tem ainda o Guia Roupa Livre, um e-book no estilo "pague no chapéu", ou seja, quanto você pode ou quer colaborar, para poder baixar. Eu colaborei e adorei o conteúdo, que é super gostoso e objetivo de ler, e vai muito além das dicas básicas. O guia te ajuda a pensar melhor não só sobre como você consome, mas também como mantém o que já tem - como as dicas ecológicas para lavar roupa com menos impacto. Outra dica presente no Guia que eu gosto muito são as ações de troca entre amigas, que eu sempre pratiquei meio sem penar muito sobre. Quem nunca foi se arrumar na casa de uma amiga e encontrou possibilidades maravilhosas de look com peças que sua amiga não dava a menor bola e que estavam encostadas no armário dela ?



Para um projeto tão legal assim existir, ele também precisa exercer sua sustentabilidade, para que as pessoas responsáveis (quem faz o Roupa Livre) consigam colocar as ações e ideias em prática. Porque fazer uma ideia assim funcionar tem um custo, e por isso eu apóio o trabalho do projeto. Você também pode apoiar de maneira recorrente, como uma assinatura, por aqui, e participar do Grupo no face para conhecer mais sobre a ideia. 

Corre lá fia!

You May Also Like

1 Comenta aqui >>

  1. Nossa amei a iniciativa!! Sempre fui daquelas pessoas que vai em brechó e vive aceitando roupas dos outros hahaha <3 Vou me informar melhor pelo projeto e participar. Um beijão!

    ResponderExcluir

E você, me conta ? Este espaço é para trocarmos ideias ! Se tiver alguma dúvida, deixe um e-mail ou link para que eu possa responder, por favor.