Negócio Criativo#2 Pontos de Partida

by - quarta-feira, março 02, 2016



No segundo post da série sobre empreendedorismo, quero conversar um pouco sobre "por onde começar ?". Ao contrário do que a minha mãe sempre mandou, eu comecei teimosa escolhendo uma faculdade/carreira dentro daquilo que eu amava (artes, no caso), ao invés de escolher uma direção mais segura, que me desse independência financeira rápida. O que aconteceu de bom é que sempre tive que dar meus pulos dentro das "profissões alternativas", o lado ruim é não fiquei rica fazendo isso (rs), mesmo trabalhando muito. Então já tive as experiências mais diversas, em um monte de ocupação ou função diferente, nada muito em linha reta.

O bom é que isso de construir uma carreira linear em uma área segura está caindo por terra. Boa notícia para você que ainda não começou a vida profissional ou para você que está mudando de direção numa idade mais madura - vamos dizer dos 28 pra cima, que é uma idade crítica, hehe. Muita gente que eu conheci e que tinha "certeza" de para onde estava indo, deu reviravoltas, saiu de empregos estáveis, abriu negócio próprio, foi para sua área "dos sonhos", geralmente uma área mais criativa como moda, artes, fotografia, só para citar as mais recorrentes.

Mas e aí, por onde começar ?

Algumas pessoas já tem uma ideia muito clara e definida de um negócio viável, conseguem visualizar muito bem o seu cliente e conseguem descrever de maneira muito clara sua ideia. Acredito que não é assim para a maioria das pessoas, e você geralmente vai pular de muitos galhos até achar algo que faça sentido para você, aquela sensação de "é isso". Eu mesma dou o exemplo, sempre gostei muito de brincar com vestuário, fosse desenhar ou montar figurinos, e também sempre fui aquela que fazia as coisas acontecerem. Com este dois interesses/habilidades, eu tive um monte de experiências muito diferentes, em projetos e contextos os mais distintos possíveis. No momento, eu consigo enxergar estes interesses em duas ocupações atuais minhas: figurinista e empreendedora. Até eu assumir estes dois nomes como principais, eu fui (e ainda sou) um monte de outras coisas, como atriz, produtora, professora, sacoleira, vendedora, blogueira, rs. Tudo que você viveu pode e deve ser incorporado na sua nova profissão ou novo negócio, por mais que você não veja uma conexão tão clara.


Um bom ponto de partida é investigar aquilo que você já fez ou faz, se fazendo perguntas simples como:
Quais suas brincadeiras favoritas na infância ? Elas se relacionam com algo que você faz hoje em dia ?O que você gosta muito de fazer e faria até de graça ?O que você já faz ou gostaria de aprender a fazer que as pessoas pagariam para você fazer ou o que as pessoas pagariam para que você fizesse ou ensinasse elas a fazer ?
Responda estas perguntas e observe onde elas se relacionam, se tem pontos em comum. As duas primeiras perguntas tem respostas que se relacionam com a última pergunta ? Se sim, você já tem uma ideia de negócio na mão para desenvolver ;)

Vou dar uma palestra com o nome Empreendedorsimo Criativo: Pontos de Partida neste sábado, dia 05, na Oficina Cultural de Ribeirão Preto. Se você quer conversar mais sobre este assunto, apareça por lá, a atividade é gratuita! A Oficina Cultural Candido Portinari fica na Rua Visconde de Inhaúma, 490 – 1º andar, centro da cidade de Ribeirão Preto - SP. Mais informações neste link

Bora conversar ;)

You May Also Like

0 Comenta aqui >>

E você, me conta ? Este espaço é para trocarmos ideias ! Se tiver alguma dúvida, deixe um e-mail ou link para que eu possa responder, por favor.